[6-0] Benfica ‘atropela’ Marítimo débil numa goleada das antigas

(DR)

O Benfica igualou a maior goleada da época, num jogo em que passou provisoriamente o FC Porto e ascendeu ao segundo posto da I Liga, com 37 pontos, mais um do que os ‘dragões’. O conjunto orientado por Rui Vitória foi um justíssimo vencedor e é agora o melhor ataque do campeonato, com 41 golos.

Análise do jogo:

O Benfica recebeu o Marítimo no Estádio da Luz, esta quarta-feira, uma partida 16.ª jornada, ‘atropelando’ categoricamente os insulares ao vencer por 6-0. A formação da Luz teve um início pouco inspirador, com um ritmo de jogo lento e previsível, mas tudo mudou quando Pizzi abriu o marcador.

O médio fez o primeiro, carimbando a superioridade do Benfica dentro do terreno de jogo e depois de Jiménez ter tido o golo nos pés minutos antes. Pelo meio, o Marítimo ainda assustou com duas oportunidades que fizeram bruar a Luz e deixaram os adeptos algo inquietos.

Foi o primeiro do encontro e aquele que deu a tranquilidade que as ‘águias’ necessitavam para impor o seu jogo de forma inequívoca. Seguiu-se uma verdadeira avalanche de golos que parecia não ter fim perante um Marítimo que parece ter ficado no aeroporto do Funchal.

Seguiram-se dois golos de rajada, o segundo de Pizzi e o primeiro de Jiménez, e desfez-se definitivamente um Marítimo cheio de boas intenções. O quarto e o quinto haveriam de chegar por intermédio de Jonas, na conversão de dois penáltis, novamente em dois minutos consecutivos.

Ainda houve tempo para Talisca igualar a maior goleada do Benfica esta época e fazer o 6.º na primeira vez que tocou na bola. Até ao fim, sucederam-se as oportunidades, e só não se celebraram mais tentos na Luz porque José Sá não se rendeu e defendeu tudo o que podia.

O Benfica soube domar o meio-campo dos insulares e estes demonstraram sempre muitas dificuldades na transição para o ataque. As ‘águias’ são agora o melhor ataque do campeonato com 41 golos, depois de baterem o Marítimo, que igualou o Belenenses como a pior defesa da I Liga, somando 33 tentos defensivos.

A formação de Rui Vitória ascende ao segundo lugar à condição, com 37 pontos e fica à espera do que faz o FC Porto frente ao Rio Ave.

Momento do jogo:

O primeiro golo de Pizzi desbloqueou o jogo e acabou por deixar o Marítimo de rastos quando a vantagem ainda era mínima. A formação insular havia tido duas boas oportunidades antes do golo e, como quem não marca sofre, o conjunto fez cumprir-se o ditado. Um golo que abriu o caminho para a maior goleada da época. Esta foi a primeira vez que Pizzi bisouao serviço do Benfica. (noticias ao Minuto)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA