Zaire: Governador diz que província está “aberta” ao investimento privado

José Joanes André - Governador provincial do Zaire (Foto: ANGOP)

O governador do Zaire, José Joanes André, afirmou terça-feira, em Mbanza Congo, que a província tem as “portas abertas” para acolher os empresários que queiram investir em diversas áreas da vida socioeconómica da região, visando contribuir para o seu desenvolvimento.

De acordo com Joanes André, que falava na tradicional cerimónia de cumprimentos de fim-de-ano, o momento actual que o país vive exige a conjugação de esforços de todos os cidadãos, em geral, e dos empresários, em particular, implementando acções concretas nos domínios da agricultura, pecuária, pescas, indústria e turismo.

“Além das acções do Executivo, incentivamos o investimento privado a juntar-se aos esforços do governo local, criando auto-suficiência interna e externa, garantindo assim mais oportunidade e empregos aos nossos cidadãos”, salientou.

Nesta senda, acrescentou o governador, vários projectos agro-pecuárias e industriais estão a ser desenvolvidos nos municípios de Mbanza Congo, Cuimba, Tomboco e Nzeto, visando contribuir na estratégia do Executivo angolano de diversificar a economia nacional.

Entre as acções, Joanes André, destacou o projecto agro-industrial “Kiambote”, localizado em Diadiá, município do Cuimba, com cerca de sete mil hectares de terras aráveis, dos quais 300 hectares já cultivados.

Segundo o governador, este projecto quando for concluído prevê uma produção anual de dez mil toneladas de milho, duas mil de soja e cerca de 12 mil ovos/ano.

Com uma extensão de 40 mil e 130 quilómetros quadrados, a província do Zaire tem uma população estimada em 567 mil e 225 habitantes distribuídos pelos municípios de Mbanza Congo, Soyo, Cuimba, Tomboco, Nzeto e Nóqui. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA