Xadrez: Falta de dinheiro condiciona campeões africanos estagiar na África do Sul

Prova de Xadrez (Arquivo) (Foto: José Filipe)

A selecção nacional de xadrez, campeã africana de xadrez de júnior em ambos os sexos, está condicionada de realizar o estágio pré-competitivo na África do Sul, por falta de dinheiro, tendo em vista o campeonato africano da categoria, a disputar de 27 deste mês a 7 de Janeiro, nas Ilhas Seychelles, soube hoje (quinta-feira), em Luanda, a Angop.

O combinado nacional tinha viagem programada para o passado dia 15, mas, de acordo com secretário permanente da Federação Angolana de Xadrez, Manuel Pedro, a federação não conseguiu alocar o dinheiro para os gastos do grupo que vai defender o título africano.

Salientou que a FAX está a trabalhar neste momento nos visto dos atletas e a criar condições para garantir a presença da selecção na competição africana.

No que diz respeito a preparação da selecção, localmente estão a trabalhar na Escola Macovi Sport e até a partida ao palco da competição vão realizar competições com xadrezistas com alguma tarimba no xadrez nacional.

Com objectivo de reconquistar o título, os campeões africanos começaram a preparação no dia 20 de Novembro, onde trabalharam a componente psicológica.

Integram a convocatória em femininos a MI Esperança Caxita (bi-campeã), MI Maria Domingos (vice-campeão), MF Luzia Pires (3º lugar) e Delfina João, enquanto em masculinos fazem parte o MI David Silva (campeão), MF Cristiano Aguiar (3ª posição ), CM Sílvio Famoroso e Fernando Cucunda. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA