Universidade Aberta no Brasil e o papel do eLearning na integração social

(Foto: D.R.)

É o país com a quarta maior população carcerária do mundo, cerca de 550 mil reclusos, o que torna o Brasil um “candidato” de excelência para a partilha do projeto “Educação a Distância e eLearning em Estabelecimentos Prisionais em Portugal”.

Este projeto, que tem vindo a ser desenvolvido no âmbito da ELO- Unidade Móvel de Investigação em Estudos do Local, encontra-se em fase de implementação em Portugal, existindo já algumas práticas conducentes à criação de um modelo de EaD eeLearning que seja integrador da população prisional e sirva os propósitos de reintegração por via da formação.

O prof. doutor José António Moreira, um dos responsáveis pela execução do projeto, foi um dos oradores a levar para o outro lado do Atlântico as boas práticas que têm permitido avançar com esta proposta inovadora da Universidade Aberta.
O docente da Universidade Aberta (UAb) e coordenador científico da ELO apresentou uma comunicação sobre esta matéria no I Congresso Internacional de Políticas Públicas Sociais e Educacionais: Mediação Escolar, que decorreu em finais de novembro, em Joinville, no Estado de Santa Catarina.
Na sua comunicação, o prof. doutor José António Moreira considerou que os objetivos do projeto passam por “dar resposta a alguns dos desafios que a sociedade digital e as novas tecnologias colocam à EaD e eLearning especialmente em contextos de enorme vulnerabilidade social, como é o caso da população prisional”. Para o docente esta é uma forma de contribuir “para que seja garantido o direito de acesso à educação que deve ter qualquer cidadão, no cumprimento do respeito pelos direitos humanos das pessoas, privadas ou não de liberdade.

No mesmo Congresso estiveram presentes outros docentes da UAb, nomeadamente a prof.ª doutora Susana Henriques, também investigadora da ELO, e as professoras Maria de Fátima Goulão e Daniela Barros, ambas investigadoras colaboradoras da ELO. Além do projeto referido, os investigadores da ELO abordaram a temática “Inovação e Mudança em Ambientes de Aprendizagem em Rede”, que integra a linha 1 de investigação definida para a ELO.
Este tema foi também alvo de partilha no decurso do XII Congresso Brasileiro de Ensino Superior a Distância e I Congresso Internacional de Ensino Superior a Distância, que decorreu por estes dias em Salvador da Bahia. Neste evento a UAb esteve representada pelo prof. doutor José António Moreira e pelo prof. doutor Domingos Caeiro, Vice-Reitor da UAb. (newsletteruab)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA