Tomada de posse do presidente do Burkina Faso

Roch Marc Christian Kaboré, novo presidente do Burkina Faso (REUTERS/Joe Penney/Files)

Roch Marc Christian Kaboré toma posse como presidente do Burkina Faso, pondo um termo a uma transição de um ano que se seguiu à queda de Blaise Compaoré.

Kaboré fora um dos protegidos do ex homem forte do Burkina Faso, Blaise Compaoré, derrrubado num golpe de Estado no final de Outubro de 2014.

A sua eleição a 29 de Novembro logo à primeira volta das eleições presidenciais com 53,46% dos votos foi saudada pela comunidade internacional.

O seu principal rival Zéphirin Diabré, conseguira apenas 29,6 % dos votos e reconhecera a sua derrota.

O antigo Alto Volta só teve dois presidentes civis nos oito que o país conta desde a independência.

Um dentre eles é o presidente de transição, o diplomata Michel Kafando, que passa o testemunho a Kaboré.

Trata-se da primeira vez um presidente civil passa o testemunho a um outro democraticamente eleito.

Ontem o governo e o Conselho nacional de transição apresentaram a sua demissão conforme previsto no calendário em curso.

Um dos grandes desafios do novo chefe de Estado será a luta contra o desemprego juvenil num país onde a população de menos de 30 anos representa 70%.

A sombra do presidente destituído por uma revolta popular após 27 anos de poder promete pairar ainda sobre os primeiros passos do novo estadista.

E isto tanto mais que a justiça militar emitiu um mandado de captura contra Blaise Compaoré, refugiado na Costa do Marfim, por forma a ser investigado o papel que ele podia ter desempenhado na morte de Thomas Sankara.

O emblemático estadista que morreu em 1987 durante o golpe de Estado que levara ao poder Blaise Compaoré.

O papel da justiça será determinante no arranque da presidência Kaboré: para além do caso Sankara e dos assassínios ligados à revolta contra Compaoré um outro caso prende-se com o golpe falhado de 16 de Setembro.

Kaboré já afirmou que “a justiça vai seguir o seu rumo até ao fim”. (RFI)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA