Teerão pede aos países estrangeiros para que deixem os sírios escolherem seu próprio destino

(Sputnik/ Vladimir Pesnya)

Logo em sua chegada a Nova York para uma reunião internacional sobre a crise síria, na noite de quarta-feira (16), o ministro dos Negócios Estrangeiros do Irão, Mohammad Javad Zarif, pediu aos Estados estrangeiros para que deixem o povo da Síria decidir seu próprio destino político sem influências.

O chanceler salientou que a posição é defendida pelo Irão desde o início do problema sírio. Zarif destacou que as pré-condições estabelecidas por nações estrangeiras são o principal problema para o derramamento de sangue no país árabe.

Segundo ele, Teerão participará do encontro, que acontecerá na sexta-feira (18), com total disponibilidade para debater vários temas. Zarif citou, em particular, a coordenação necessária na luta contra os grupos terroristas na Síria. O chanceler afirmou que o Irão quer garantir que as facções que têm sangue nas mãos por massacrar o povo sírio não tenham lugar no futuro do país. (SPUTNIK)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA