[3-1] ‘Leões’ abatem ‘águias negras’ e rumam aos 16-avos-de-final

(Mário Cruz/EPA)

O Sporting venceu esta noite o Besiktas por 3-1 e segue para os 16-avos da Liga Europa. Os ‘leões’ estiveram a perder mas conseguiram dar a volta ao marcador.

Resumo do encontro: O Sporting conseguiu esta quinta-feira um importante triunfo frente ao Besiktas, garantindo um resultado que lhe permitiu continuar na Liga Europa. Num jogo em que os ‘leões’ ofereceram 60 minutos de jogo ao adversário, tendo grandes dificuldades para se encontrarem enquanto equipa dentro das quatro linhas, foram dez minutos loucos a resolver o encontro para a formação orientada por Jorge Jesus.

Mas vamos à história do jogo. É que ao contrário de encontros anteriores, o técnico ‘leonino’ nesta partida optou por colocar de início aquilo a que se poderá chamar a sua equipa base. Com quase todos os grandes nomes em campo, à exceção de Teo, que vinha de lesão, Jesus não poupou ninguém.

Porém, depois de uma boa entrada em campo, com o tiro de partida a ser dado por João Mário, aos três minutos de jogo, foi o Besiktas que durante quase todo o primeiro tempo foi causando mais calafrios. Sahan, na frente de ataque, deu muito trabalho a Jefferson e só no segundo tempo as marcações foram acertadas.

Nos segundos 45 minutos, os ‘leões’ voltaram a entrar forte, contudo uma desatenção defensiva de João Pereira, pouco antes do minuto 60, permitiu o golo dos visitantes. Os ‘leões’ pareciam algo adormecidos pelo tento do Besiktas, que contou com a colaboração de Quaresma e o faro goleador de Gomez, contudo, Slimani, sempre Slimani, puxou pela equipa e fez o primeiro pouco depois do tento adversário.

O argelino, fazendo uso de uma das características que mais o diferencia de todas as outras unidades, acreditou num lance em que até Zengin, o guardião dos turcos, parecia ter pouca fé e pôs novamente os ‘leões’ na luta – destaque para o bom passe de Ruiz – passava o minuto 66. Seis minutos depois, Ruiz, à distância e depois de uma boa recuperação de bola no ataque, voltou a fazer as bancadas sonharem.

Até ao terceiro foram apenas precisos escassos cinco minutos. Teo, que tinha entrado no decorrer do segundo tempo, voltou a fazer o gosto ao pé para os ‘verde e brancos’ e ‘relaxou’ os adeptos ‘leoninos’ fazendo novamente sonhar Alvalade.

No computo geral, Jesus acabou por ter alguma sorte no jogo, até porque durante grande parte do encontro pareceu ser mais o Besiktas a querer vencer contra uma formação de Alvalade algo adormecida (ou talvez nervosa). Gelson, que entrou ao intervalo, mexeu no jogo, deu mais velocidade, fez o adversário correr mais, mas foram os golos que ditaram a vitória e aí também teremos de atribuir culpas ao guardião adversário.

Momento do jogo: O golo de Slimani é determinante para o resultado final. O argelino, como sempre, pressionou, lutou, acreditou e fez os adeptos nas bancadas voltarem a acreditar na reviravolta quando haviam em campo poucos argumentos para, até aí, pensar numa inversão do marcador. (Noticias ao Minuto)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA