Shell corta 2.800 empregos além dos 7.500 previstos

(REUTERS)

A fusão da Shell com o BG Group vai custar mais 2.800 postos de trabalho. O casamento entre a petrolífera anglo-holandesa com a produtora de gás britânica já tinha como adquirido o fim de 7.500 contratos entre os empregados da Shell e de subcontratadas directas. De acordo com a Shell estas medidas suplementares são necessárias para atingir os 3,5 mil milhões dólares de sinergias antes de impostos. A actividade do BG Group vai ser absorvida pela petrolífera. A fusão anunciada em Abril

acabou de ser aprovada pelas autoridades chinesas. (EURONEWS)

por João Peseiro Monteiro | com AFP, REUTERS

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA