Rússia diz que dados de caixa-preta de caça abatido pela Turquia estão ilegíveis

(REUTERS/Maxim Shemetov)

Investigadores de Moscovo disseram nesta segunda-feira não terem sido capazes de recuperar informações da caixa-preta danificada de um caça russo abatido pela Turquia no mês passado, dados que o Kremlin tinha esperança de sustentarem sua versão do que aconteceu.

O Ministério da Defesa da Rússia abriu o gravador em público na semana passada, torcendo para que seu conteúdo confirmasse as declarações de Moscovo de que a aeronave não teria entrado no espaço aéreo turco e que foi abatida de má fé.

“Recuperar as informações e uma visualização dos dados de voo… mostrou-se impossível por causa dos danos internos”, disse Sergei Bainetov, vice-chefe de segurança aérea da Força Aérea russa.

Bainetov afirmou que 13 dos 16 microchips do gravador de bordo foram destruídos e que os restantes estão danificados.

O dano foi grave a esse ponto, disse, por causa da imensa força com que o avião atingiu o solo depois de ter sido alvejado por um míssil ar-ar, o que rompeu o cordão que liga a caixa-preta aos aparelhos do avião.

A derrubada do caça SU-24, levada a cabo por caças turcos no dia 24 de Novembro, foi o confronto mais sério entre Moscovo e um país-membro da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) nos últimos 50 anos. (REUTERS)

por Dmitry Slovyov

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA