Ricardo Salgado em liberdade

(Negocios)

O antigo presidente do BES vai deixar de estar em prisão domiciliária, avançou a SIC. Ricardo Salgado está em prisão domiciliária há quase cinco meses.

Ricardo Salgado vai ser libertado, avançou a SIC. O antigo presidente do BES deixará de estar em prisão domiciliária, medida de coacção que lhe foi aplicada há quase cinco meses, depois de o banqueiro ter sido constituído arguido nas investigações ao Universo Espírito Santo, confirmou o Negócios.

A libertação de Salgado era esperada depois de o juiz Carlos Alexandre ter decretado a redução a metade a caução de três milhões de euros aplicada ao banqueiro no caso Monte Branco, relativo a suspeitas de fuga ao fisco e branqueamento de capitais. A decisão, do início de Novembro, foi tomada na condição de os 1,5 milhões restantes se destinarem a prestar caução no caso Universo Espírito Santo.

Ora, a prestação de caução era a condição que faltava ao banqueiro cumprir para poder ser libertado de prisão domiciliária.

Recorde-se que, como revelou a Procuradoria-Geral da República a 21 de Outubro, “no âmbito das investigações relacionadas com o designado ‘Universo Espírito Santo’, em sede da revisão obrigatória das medidas de coacção aplicadas a Ricardo Salgado, o Tribunal Central de Instrução Criminal determinou que a obrigação de permanência na habitação fosse substituída pela prestação de uma caução de três milhões de euros”.

A defesa do banqueiro contestou o pagamento da caução de três milhões de euros, alegando que os seus bens estão congelados devido a uma decisão judicial destinada a salvaguardar os interesses do Estado e dos lesados com o colapso do BES e do GES. E o juiz Carlos Alexandre acabou por reduzir a caução aplicada a Salgado no caso Monte Branco para que este dispusesse de meios para fazer face a caução do processo relacionado com o Universo Espírito Santo, entretanto, também reduzida a 1,5 milhões de euros. (Jornaldenegocios)

por Maria João Gago

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA