Retrospectiva 2015: Queda das selecções nacionais e triunfo do 1º de Agosto destacam-se no de hóquei em patins

Selecção de Angola 4ª classificada do torneio Zé Du - Foto Pedro Parente

Luanda – A má prestação das selecções sénior e júnior de hóquei em patins, bem como a conquista pelo 1º de Agosto do campeonato nacional constituem os principais factos da modalidade em 2015.

A equipa sénior, orientada por Orlando Graça, participou na 42ª edição do campeonato do mundo, disputado em França na região de La Roche Sur Yon, e ficou em 9º lugar.

O “cinco” nacional não conseguiu qualificar-se para os quartos de final ao ficar na terceira posição do grupo B, com três pontos contra os nove e seis da Espanha e França, respectivamente.

Obteve uma vitória, frente à Holanda (7-2), e perdeu com os espanhóis por duas bolas a zero e com os anfitriões por 1-3.

A selecção sub-20, treinada por Nuno Resende, caiu cinco lugares na classificação no campeonato do Mundo, realizado na cidade de Vila Nova na Espanha. Na edição anterior, disputada em Cartagena das Índias (Colômbia), os angolanos haviam ficado na oitava posição. Este ano foram 13º.

Na sua estreia, Angola aplicou a pesada derrota de 24-1 aos “acessíveis” Estados Unidos da América. Seguiram-se derrotas sucessivas por 0-5 com Portugal e 2-3 com a Suíça. Estes resultados relegaram os angolanos para a terceira posição do grupo A com três pontos.

Nas classificativas do 9º ao 12º lugar, Angola voltou a cair ao ser derrotada por 2-3 pela Inglaterra e encerrou a sua participação com uma vitória de 18-0 ante o Egipto, terminando em 13º.

O 1º de Agosto, ao cabo de cinco anos sob comando de António Gaspar, conquistou o campeonato nacional com 3-1 no play-off a melhor de cinco partidas.

Os rubro-negros venceram na final a então campeã em título Académica de Luanda. Tratou-se da resposta aos investimentos feitos pelo clube do Rio Seco, com antigos internacionais vindos do Petro de Luanda, Juventude de Viana.

A Taça de Angola foi ganha pela Académica de Luanda, que também levou para casa o título da Supertaça João Garcia. Já o Provincial de Luanda foi ganho pelo Petro.

Em Agosto, o pavilhão I da Cidadela foi palco da 14ª edição do torneio internacional José Eduardo dos Santos, ganha pela formação portuguesa do Sport Lisboa e Benfica que terminou invicta.

Este a ano, a prova serviu também de preparação para a selecção nacional sub-20, tendo em vista o campeonato do mundo da categoria. (Angop)

Por Walter dos Reis

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA