Restaurantes na China cobram para clientes respirarem ar puro

(AP Photo/Aritz Parra)

Recentemente, algumas escolas na China tiveram que suspender as aulas por causa dos altíssimos níveis de poluição na cidade de Pequim. O governo do país tem fracassado em conter a neblina tóxica que coloca em risco centenas de milhões de habitantes do norte.

Ainda em alerta vermelho de poluição, agora alguns restaurantes estão cobrar uma taxa extra àqueles que consomem nos estabelecimentos, graças à aquisição de novos sistemas de purificação de ar instalados nos locais. De acordo com informações da BBC, o preço médio que os dono de restaurante cobram para cada pessoa é de menos de US$ 0,25.

A nova cobrança está acontecer na cidade de Zhangjiagang, localizada na província de Jiangsu. Os moradores da região e clientes reclamaram desde a imposição da nova taxa, alegando que a responsabilidade de manter a qualidade do ar era do governo e não deveria haver qualquer tipo de custo para a população.

A partir disso, oficiais da cidade responderam aos restaurantes comentando que a escolha por respirar ar filtrado não era dos frequentadores e por isso seria ilegal que qualquer dono cobrasse.

Ao mesmo tempo, outros cidadãos comentaram nas redes sociais a favor da cobrança, como Sina Weibo, que disse em seu Twitter que ficaria feliz por pagar para respirar um ar mais limpo. Por outro lado, muitos concordam que realmente é o governo que tem que ir atrás de medidas reais para o fim da fumo tóxico e não os locais privados, que apenas apresentam medidas de controle.

“Pagar não é o problema”, comentou um dos usuários chineses. “O problema é não ser avisado com antecedência de que haverá um custo pela respiração de melhor qualidade”, completou. (AFP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA