RCA : referendo constitucional controverso em véspera de presidenciais

(MARCO LONGARI / AFP)

A faltar pouco mais de uma semana para as eleições presidenciais na República Centro Africana (RCA), a capital Bangui voltou, este fim-de-semana, a ser palco de violência durante a realização do referendo constitucional.

Teve lugar no domingo passado, na República Centro-Africana, um referendo constitucional – visto como crucial para restabelecer a estabilidade no país marcado por três anos de violentos confrontos intercomunitários.

Segundo informações da agência noticiosa France-Presse, houve registo de duas mortes e 20 pessoas feridas num enclave muçulmano em Bangui, no bairro PK5.

A Organização das Nações Unidas protegeu pessoas que estavam a trabalhar junto das urnas e auxiliar residentes que foram impedidos de votar.

Elisabete Vilar, residente portuguesa em Bangui e funcionária da ONU, descreve a situação deste fim-de-semana que se poderá repetir no próximo dia 27 de Dezembro – data da primeira volta das eleições presidenciais; “este cenário poderá reproduzir-se nas várias etapas do processo eleitoral. Recordo que no dia 27 teremos a primeira volta das eleições Presidenciais, mas havendo cerca de 15 candidatos não é provável que se obtenha uma maioria legitima para o ou a Presidente nesta primeira volta. Nós estamos a prever que haja uma segunda volta em Janeiro”.

“Não foi só em Bangui. Foi também noutras partes do país que houve manifestações violentas e armadas; com mortes, feridos, mas também com destruição de urnas, de mesas e assembleias de voto”, descreve Elisabete Vilar que acrescente ter havido tentativas, pelos grupos armados de “impedir o acesso dos eleitores às mesas de voto”. (RFI)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA