Putin avisa que Rússia poderá aumentar acções militares na Síria

(VOA)

O presidente russo Vladimir Putin disse o seu país poderá usar mais meios militares na Síria se isso for necessário, noticiaram agências noticiosas russas.

Num discurso citado por essas agências Putin afirmou que os meios a serem usados pelo seu país na Síria não constituem todas as capacidades do país e que mais meios serão usados se necessário.

“Quero sublinhar que os meios usados não são de longe todas as nossa capacidades”, disse o presidente russo.

“”Temos mais meios militares e vamos usa-los se isso for necessário”, acrescentou

As declarações de Putin surgem um dia depois do Conselho de Segurança da ONU ter aprovado por unanimidade uma resolução com um roteiro para a paz na Síria.

O secretário de estado americano John Kerry disse que há ainda diferenças sobre o futuro do presidente sírio Bashar al Assad apoiado pela Rússia e Irão.

A resolução não faz qualquer menção a essa questão

A resolução pede que ao Conselho de Segurança para aprovar medidas para monitorizar um cessar-fogo um mês após a adopção da resolução e apoia um calendário já acordado para conversações entre o governo e a oposição sobre a formação de um governo de transição e eleições

A resolução diz que essas negociações deverão começar em Janeiro.

A Coligação Nacional síria, manifestou entretanto dúvidas quanto á resolução da ONU.

“Tendo em contra a realidade no terreno e o impasse quanto ao futuro de Bashar al Assad este acordo não é aplicável”, disse um dos membros da coligação Samir Nashar. (VOA)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA