PSP reforça patrulhamento nas grandes superfícies até 4 de janeiro

(António Cotrim/Lusa)

A PSP vai reforçar o patrulhamento e o policiamento junto das grandes superfícies, zonas de grande concentração de pessoas e de maior incidência de acidentes no âmbito da operação Festas Seguras 2015.

A Operação ‘Polícia Sempre Presente – Festas Seguras 2015’ vai decorrer até 04 de janeiro na área de responsabilidade da PSP, os centros urbanos, com o objetivo de diminuir a criminalidade e a sinistralidade rodoviária. Com o reforço do patrulhamento e do policiamento, a Polícia de Segurança Pública pretende “prevenir e fiscalizar comportamentos ilícitos e de risco para a segurança da população” durante a época de Natal e da passagem do ano.

Segundo a PSP, o patrulhamento vai ser reforçado junto às grandes superfícies comerciais e vai ser feita uma aposta nos contactos individuais junto do comércio tradicional. Nos próximos 22 dias, a Polícia vai dar também “especial atenção” à deteção e identificação de pessoas na posse ilegal de armas, drogas, artigos furtados ou roubados e em situação ilegal no país.

Durante o período de Natal e da passagem do ano, a PSP volta a ativar o programa “Vigilância a Residências”, que consiste na vigilância das residências durante a ausência do proprietário com o objetivo de prevenir furtos. Para tal, os proprietários interessados devem fazer o pedido de vigilância presencialmente junto de uma esquadra da PSP. A Polícia chama a atenção para a ocorrência de certo tipo de crimes durante a época de Natal, que é necessário prevenir e evitar para inverter a tendência verificada no ano passado.

Em dezembro de 2014, os crimes mais registados pela PSP foram o furto no interior de viatura (que aumentou cerca de 3,8 por cento em relação a dezembro de 2013), furto por carteirista (mais 15,4%), furto em edifício comercial ou industrial sem arrombamento (menos 7,2%), furto em residência com arrombamento (mais 10,2%) e furto de carros (menos 17,6%).

A PSP registou também, em dezembro de 2014, mais 78 acidentes, 38 feridos graves e 35 feridos ligeiros que no mesmo período de 2013. Nesse sentido, esta força de segurança vai reforçar o policiamento e fiscalização nas principais estradas para prevenir comportamentos que possam colocar em causa a segurança dos diferentes utilizadores da via pública, prestando “especial atenção à fiscalização da condução” sob o efeito do álcool, excesso de velocidade, uso do telemóvel durante a condução, falta de colocação de cintos de segurança e cadeirinhas para crianças.

Em 2014, a PSP registou uma diminuição de 22% da utilização do telemóvel durante a condução e de dois por cento da condução sob efeito do álcool em relação a 2013, no entanto verificou um aumento de 37% da condução com excesso de velocidade. (OBSERVADOR)

por Lusa

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA