Proprietários de locais impróprios de abate de animais serão responsabilizados criminalmente

Local de abates de animais (Foto: Angop)

Os proprietários de locais impróprios para abate de animais, cuja carne é comercializada para consumo humano, na província do Huambo, serão responsabilizados criminalmente, pelo serviço de veterinária, caso não renunciem esta prática.

Em declarações segunda-feira à Angop, o responsável da veterinária, Teodoro Jorge de Almeida, informou estar em curso uma campanha de sensibilização e ordenamento da actividade de processamento industrial de produtos de origem animal, incluindo o pesqueiro.

Aqueles que não acatarem as recomendações, disse, serão ainda punidos com multas pesadas, além de sujeitarem-se a processos crimes.

A intenção, segundo explicou, é reforçar as medidas de prevenção geral, para salvaguardar a saúde pública, uma vez que maior parte dos animais que são abatidos nestes locais nem sempre são saudáveis, podendo provocar doenças aos consumidores da sua carne.

Teodoro Jorge de Almeida solicitou maior colaboração da Polícia Económica, do Instituto Nacional do Consumidor e das administrações municipais, para que a partir de Fevereiro os prevaricadores passem a ser responsabilizados criminalmente pelo abate de animais de consumo em locais impróprios. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA