Procurador-Geral da República guineense suspende programa da Rádio Nacional

(Rádio Nacional)

Através de um despacho assinado pelo próprio, o Procurador-Geral da República, António Sedja Mam, ordenou a suspensão temporária do programa de debates “Cartas na Mesa” que vai para o ar em directo aos sábados nas antenas da Radio Difusão Nacional.

A decisão do Procurador-Geral da República em mandar suspender uma emissão de debates na Rádio Nacional, não acatada pela direcção, está na origem da convocatória do director da estação amanhã.

O Procurador-Geral da República, António Sedja Mam, justifica a medida com “a situação político-social que se vive no país”, sem especificar, e com a necessidade de “salvaguardar” o que classifica como “valores éticos superiores” da “ordem, paz, estabilidade” e “segurança institucional”, tanto do “ponto de vista interno” como “externo”.

O Procurador deu a ordem, mas ela não foi cumprida pela direcção da Radio, cujo director, Munino Conte foi convocado para comparecer na terça-feira na Procuradoria para um encontro de trabalho.

O presidente do sindicato dos jornalistas, Mamadu Candé, convida o Procurador a voltar atrás com a sua decisão, lembrando que o país há muito que deixou de ser uma ditadura.

A Liga Guineense dos Direitos Humanos também emitiu um comunicado a condenar a posição assumida pelo Procurador António Sedja Mam. (RFI)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA