Primeiro Natal em estado de emergência em França

Militares diante da Catedral de Notre-Dame (DR)

As celebrações de Natal decorreram sem incidente maior, em França, mas debaixo dum gigantesco dispositivo de segurança a nível nacional : Milhares de militares e polícias fizeram patrulhas em torno dos locais de culto, enquanto em certas igrejas e catedrais, membros dos serviços de segurança revistaram os fiéis.

Depois dos atentados ocorridos em Paris, a 13 de Novembro, e prevendo a chegada da quadra natalícia, o Ministro francês do Interior, Bernard Cazeneuve, tinha pedido que fossem reforçadas as medidas de segurança nos locais de culto, devido à ameaça terrorista.

No entanto, o Ministro do Interior tinha admitido ser impossível colocar polícias diante das 45.000 igrejas católicas, 4.000 templos protestantes, e 150 edifícios ortodoxos de França.

Apesar de tudo, as celebrações religiosas decorreram normalmente em todo o País, tento-se registado mesmo uma grande afluência dos fiéis.

De assinalar, no entanto, que cerca de 800 fiéis tiveram de ser evacuados duma Igreja de Besançon, a Leste da França, devido a um veículo mal estacionado, durante a missa.

Hoje, durante a tradicional mensagem de Natal, o Papa Francisco referiu-se ao terrorismo, denunciando os “actos terroristas atrozes” e a destruição do “património histórico e cultural de povos inteiros”, recordando também todas as vítimas e familiares atingidos pelos atentados atrozes nos recentes massacres ocorridos” em Paris, Beirute, Bamako e Tunísia . (RFI)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA