Passaportes electrónicos começam a ser emitidos em 2016 – ministro do Interior

Ministro do Interior, Ângelo de Barros Veiga Tavares (Foto: Edilson Domingos)

O país passará a emitir a partir dos primeiros meses de 2016 os passaportes electrónicos, que permitirão uma emissão mais célere deste documento de identidade de carácter internacional, informou nesta sexta-feira, na província do Huambo, o ministro do Interior, Ângelo de Barros Veiga Tavares.

Falando à imprensa, momentos depois de inaugurar o edifício do Serviço de Migração e Estrangeiro, o dirigente explicou que a emissão de passaportes electrónicos tornará mais fácil a emissão de dados das distintas províncias para a base central de dados na capital do país, Luanda, superando assim a morosidade do processo registado actualmente.

Esta medida, segundo o ministro do Interior,

irá acautelar algumas exigências de organizações mundiais que gerem movimentações de pessoas e, particularmente, ligadas ao sistema de avaliação.

Ângelo de Barros Veiga Tavares informou que futuramente os cidadãos sem passaportes electrónicos terão muitas dificuldades de circular para outros países, segundo exigências das organizações que regulam a mobilidade de pessoas de “países para países”.

“É, por esta razão, que nós estamos a fazer esforços no sentido de estar junto dos países que já têm este tipo de passaporte e ultrapassar estes eventuais constrangimentos”, assegurou.

Para o sucesso desta actividade, de acordo ainda com o titular da pasta do Interior, o seu pelouro está a formar quadros e montar o sistema informático de emissão destes passaportes. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA