Partido conservador ganha eleições em Espanha, mas sem maioria absoluta, mostram pesquisas

(AFP)

O Partido Popular conservador (PP) do primeiro-ministro Mariano Rajoy venceu as eleições gerais da Espanha neste domingo, mostram as pesquisas de boca de urna, mas terá que depender de outros partidos para governar por mais um mandato de quatro anos.

O PP deve ter ganho entre 114 e 124 cadeiras no parlamento de 350 membros, 52 a 62 assentos a menos do que os 176 assentos necessários para uma maioria absoluta.

Isso aponta para um impasse que, segundo analistas, provavelmente vai interromper o programa de reformas económicas que ajudou a tirar a Espanha – a quinta maior economia entre os 28 membros da União Europeia – a sair da recessão e a reduzir a ainda alta taxa de desemprego.

Os Socialistas da oposição devem ter ficado em segundo lugar com 79 a 85 cadeiras, enquanto recém-chegados partidos Podemos anti-austeridade e o liberal Ciudadanos ficaram com o terceiro e quarto lugar, respectivamente.

Podemos pode conseguir entre 70 e 80 cadeiras e o Ciudadanos entre 46 e 50, de acordo com as pesquisas de boca de urna.

Se confirmado, esse resultado dará lugar a conversações para a construção de uma coligação que poderiam se estender por semanas, já que aparentemente não há nenhum pacto fácil ao alcance. A Constituição espanhola não fixa um prazo específico para a formação de um governo após as eleições.

Muitos potenciais cordos são possíveis, incluindo um pacto de centro-direita entre o PP e Ciudadanos, uma aliança de centro-esquerda entre os Socialistas e Podemos, uma administração minoritária ou novas eleições. (REUTERS)

por Julien Toyer e Sonya Dowsett

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA