Netanyahu: militares da Rússia e de Israel se reunirão para coordenar ações na Síria

(AFP 2015/ JACK GUEZ)
(AFP 2015/ JACK GUEZ)
(AFP 2015/ JACK GUEZ)

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, comunicou ter chegado a um acordo com o presidente da Rússia, Vladimir Putin, sobre o aprofundamento da coordenação entre os militares dos dois países para evitar situações de conflito na Síria.

Netanyahu também anunciou que, na terça-feira, será realizada uma reunião com os altos representantes militares dos dois países.

Os líderes da Rússia e de Israel realizaram conversações nos bastidores da conferência sobre o clima, em Paris, e constataram aos jornalistas o bom funcionamento dos mecanismos de coordenação, adoptados desde o início dos ataques aéreos russos contra os terroristas do Estado Islâmico na Síria.

“Acabei de ter uma conversa muito séria com o presidente Putin. Concordamos em aprofundar a coordenação entre nós, para evitar erros e aumentar a escala da nossa cooperação”, informa a declaração, divulgada pela chancelaria de Netanyahu em seu nome.

“Amanhã (terça-feira, red.) os representantes do comando das Forças de Defesa de Israel e das Forças Armadas russas se reunirão para dar seguimento à esta política”, comunicou o chefe de governo israelita.

Israel foi um dos primeiros países a estabelecer um mecanismo de comunicação com a Rússia, com objectivo de promover segurança para os militares dos dois países e evitar incidentes. O acordo contempla, inclusive, uma linha de comunicação directa entre a base de Hmeymim, onde ficam alocadas as Forças Aéreas russas, e o comando das Forças Aéreas de Israel. O acordo para criação de mecanismos de comunicação foi celebrado em Setembro, durante a visita de Netanyahu a Moscovo.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA