MPLA/DIP CC: Nota de Imprensa sobre o 1º encontro Nacional de Quadros

(MPLA)

O Departamento de Informação e Propaganda do Comité Central do MPLA enviou à Redacção do Portal de Angola uma nota de imprensa que abaixo reproduzimos na íntegra:

MPLA
DEPARTAMENTO DE INFORMAÇÃO E PROPAGANDA DO COMITÉ CENTRAL

NOTA DE IMPRENSA

SOBRE O 1º ENCONTRO NACIONAL DE QUADROS DO MPLA

1. O MPLA vai realizar, nos dias nove e 10 de Dezembro corrente, no Centro de Conferências de Belas, em Luanda, o seu 1º Encontro Nacional de Quadros, com o propósito de aprofundar a reflexão sobre a sua política nesse sector, no actual contexto do desenvolvimento socioeconómico de Angola.

2. Deste modo, o encontro vai reflectir sobre “a Estratégia do MPLA sobre a Política de Quadros”, sobre “a valorização, dignificação e o reconhecimento dos quadros nacionais”, sobre “as práticas de gestão na mobilidade dos quadros”, vai “subsidiar a acção do Executivo no domínio da gestão de quadros” e “mobilizar os quadros nacionais, com vista à sua participação activa na implementação do Plano Nacional de Desenvolvimento 2013/2017”.

3. Os temas serão distribuídos em seis painéis, designadamente: 1 – Estratégia do MPLA sobre a Política de Quadros; 2 – Planeamento Estratégico de Quadros; 3 – Gestão dos Quadros na Administração Pública; 4 – Plano Nacional de Formação de Quadros (PNFQ), como instrumento de desenvolvimento do capital humano e da promoção da empregabilidade das vocações; 5 – Promoção e valorização dos quadros nacionais e 6 – Participação dos quadros na implementação do Plano Nacional de Desenvolvimento 2013/2017.

4. Participarão no referido encontro, cerca de mil delegados, designadamente, o Presidente do MPLA, o vice-presidente, o secretário-geral, membros do Bureau Político do Comité Central, primeiros-secretários dos comités provinciais, secretária-geral da OMA, primeiro-secretário nacional da JMPLA, membros do Comité Central, deputados, directores do CC, quadros da Sede Nacional, representantes dos CPP e membros dos comités nacionais da OMA e da JMPLA.

5. Igualmente, representantes das organizações associadas, ministros e secretários de Estado, antigos dirigentes do MPLA, representantes da Fundação Sagrada Esperança, directores de escolas de promoção vocacional, embaixadores, representantes do Gabinete de Quadros da Casa Civil do Presidente da República, quadros do MPLA nos departamentos ministeriais, representantes dos comités de especialidade, membros da Bolsa de Colaboradores e formadores do Centro de Formação Política do Partido.

6. Ainda, representantes das estruturas do MPLA no estrangeiro, das associações empresariais e do Conselho Nacional da Juventude, reitores das universidades públicas e privadas, empresários e gestores de empresas públicas e privadas, entidades da sociedade civil e estudantes do Ensino Superior.

MPLA – COM O POVO, RUMO À VITÓRIA

PAZ, TRABALHO E LIBERDADE

A LUTA CONTINUA

A VITÓRIA É CERTA.

Luanda, 08 de Dezembro de 2015.

O DIP DO COMITÉ CENTRAL DO MPLA.

1 COMENTÁRIO

  1. falar de quadros e um acto positivo mas que quadro? Administrativo ou politico seria bom se o acto começasse partir das comunas para município e depois Município e reflectido na Província e no âmbito da sede nacional aser discutida traduzia no reflexo do âmago do que se pretende com os maus gestores das coisas publicas dai o executivo da governação opinaria por um inquisitório de quadros na sua ética e na retórica e fazendo fé no pressupostos jurídico dos mesmo jurando no regime de rigor. e certo quando não nomeado juram com toda fidelidade.e depois começa a destituir o pensamento do executivo o negócio entre negocio ,o camarada já não fala com MUNÍCIPE ELE E´ LICENCIADO SE O GOVERNO NÃO PRECISAR DE MIM VOU DAR AULAS.pejorativamente estão a prejudicar o bom empenho da governação bom nome e boa imagem da pessoa colectiva , e as consequência visíveis . a ma gestão das coisas esta na base ou partir da comuna para hierarquia a justiça laboral ou contencioso não funciona por falta de quadro ,inspector , gabinete jurídico e os MUNÍCIPE COMEÇA A NÃO ACREDITAR NAS OBRAS DE EXCELÊNCIA DO EXECUTIVO. PORQUE ainda temos nas Administrações publica pessoas com ma formação em politicas sociais e Administrativa.ºººººººººººº

DEIXE UMA RESPOSTA