Moçambique: Renamo reitera necessidade de nova mediação

Delegação da Renamo na Cidade da Beira, centro de Moçambique (Miguel Martins/RFI)

A Renamo volta a insistir numa mediação por parte da Igreja católica romana para o fim da crise politico-militar em Moçambique.

Segundo o maior partido da oposição moçambicana a mediação anterior terá fracassado na tentativa de por nos carris o diálogo entre a Renamo e o governo e o facto de não ter conseguido impedir, em Outubro, o assalto das forças governamentais a residência de Afonso Dhlakama na cidade da Beira.

Um facto que é negado por Anastácio Chembeze, um dos membros da equipa de mediadores nacionais.

Mesmo assim, a Renamo, maior partido da oposição, insiste noutra equipa de mediação do conflito com o governo e já propôs a Igreja católica apostólica romana e o presidente sul-africano jacob Zuma para o efeito. (RFI)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA