Ministra da ciência reitera apelo ao sector produtivo

Ministra da Ciência e Tecnologia, Maria Cândida Teixeira (Foto: António Escrivão)
Ministra da Ciência e Tecnologia, Maria Cândida Teixeira (Foto: António Escrivão)
Ministra da Ciência e Tecnologia, Maria Cândida Teixeira (Foto: António Escrivão)

A ministra da Ciência e Tecnologia, Maria Cândida Teixeira, reiterou segunda-feira, em Luanda, o seu apelo ao sector produtivo a primar pela produção a escala industrial das criações dos inventores e criadores angolanos.

A responsável reformulou este apelo quando discursava no acto de homenagem aos inventores e criadores angolanos, pelos feitos alcançados na 67ª edição da Feira Internacional de Ideias, Invenções e Novos Produtos (IENA) 2015, em Nuremberga – Alemanha.

Para a governante, a participação, na edição de 2015, onde conquistaram duas medalhas de ouro, três de prata e cinco de bronze, só foi possível com a colaboração de algumas instituições, mas que mais empresas devem se juntar ao esforço do Minct, para a produção destas obras, com vista a resolução de problemas sociais.

“O Ministério da Ciência vai continuar a fazer a sua parte e outras instituições e empresas devem se juntar a esta causa nobre, que tem como fim principal a diversificação da economia nacional e os produtos feitos em Angola”, disse.

Angola conquistou dez medalhas na 67ª edição da feira de IENA 2015, das quais duas de ouro, três de prata e cinco de bronze. Com estas distinções, os representantes angolanos acumulam já 48 medalhas, oito de ouro, 18 de prata e 22 de bronze desde 2009, altura que ocorreu a primeira participação. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA