Ministério da Agricultura vai destruir mais de dez milhões de ovos

Produção de ovos (Foto: Rosário/Arquivo)

Onze milhões de ovos, importados em meados deste ano à margem da Lei, serão destruídos sexta-feira, 11, no Porto Seco do Panguila, na província do Bengo, pelo Instituto de Serviços Veterinários, instituição afecta ao Ministério da Agricultura.

De acordo com uma nota de imprensa do Ministério da Agricultura enviada hoje, quinta-feira, à Angop, em Luanda, a destruição dos ovos surge como medida de defesa da saúde pública.

Em Agosto último, o ministro da Agricultura, Afonso Pedro Canga, havia anunciado, na cidade do Lubango, província da Huíla, a destruição de ovos importados à margem da lei, após ter inaugurado a 12ª Edição da Feira Agro-pecuária da Huíla.

Os referidos ovos, segundo ainda o governante, entraram no país sem o competente certificado de sanidade do país de origem. Os importadores não foram autorizados pelo Ministério da Agricultura e nem se quer obtiveram o competente licenciamento do pelouro do Comércio.

O documento sublinha que os empresários envolvidos neste processo serão responsabilizados com base nas medidas previstas na Lei. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA