Migrantes tentam chegar a Itália, atravessar o Canal da Mancha e entrar em Ceuta

(EURONEWS)

A Guarda Costeira italiana resgatou, esta sexta-feira, 371 migrantes africanos que foram transportados com sucesso até ao porto de Reggio Calabria.

O grupo era composto por 312 homens e 59 mulheres provenientes de vários países como a Nigéria, Costa do Marfim ou Senegal. Não havia crianças a bordo.

Ao chegarem a terra receberam apoio médico. São a expressão de que a crise migratória que asfixia o velho continente persiste. Algo que também é visível nas imediações da cidade francesa de Calais. Centenas de migrantes tentaram alcançar o Eurotúnel esta sexta-feira, o que obrigou ao encerramento de uma autoestrada nos dois sentidos. Aqueles que aqui se encontram alimentam o sonho de chegar ao Reino Unido.

Mais a sul, centenas de migrantes africanos tentaram alcançar, também esta sexta-feira, Ceuta, saltando a vedação de separa o território de Marrocos, ou a nado.

Há registo de duas mortes por afogamento, de acordo com a Cruz Vermelha espanhola. A mesma refere que 185 migrantes chegaram transpor a vedação, perto de Benzú, no norte de Ceuta. Doze pessoas foram internadas com ferimentos graves.

Outro grupo de 200 migrantes tentou chegar ao território a nado, mas 104 foram intercetados pelas autoridades marroquinas. (EURONEWS)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA