Membros do Conselho Científico das FAA tomam posse

Integrantes do Conselho Científico e Tecnológico das FAA, empossados hoje (Foto: Gaspar dos Santos)

As Forças Armadas Angolanas (FAA) contam com um Conselho Científico e Tecnológico, cujos primeiros integrantes tomaram hoje posse, em Luanda, sob a presidência do chefe do Estado Maior General das FAA, general de Exército Geraldo Sachipengo Nunda.

O conselho científico visa dotar as Forças Armadas Angolanas de um sistema de estudos e investigação militar, em conformidade com as suas especificidades, no Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação.

Geraldo Sachipengo Nunda referiu, na ocasião, que com a criação deste conselho estão a estabelecer os alicerces para integrar as FAA no Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação, instituído no país de acordo com o Decreto Presidencial número 20/11, de 20 de Julho.

Adiantou que a criação do presente conselho científico e tecnológico nas FAA resulta ainda do facto de que, ao abrigo do Decreto Presidencial número 224/11, ter sido instituído o mecanismo de coordenação do Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação, onde a instituição militar deve estar representada.

Lembrou que a ideia de se estruturar a investigação e fazer dela um instrumento de trabalho permanente foi reforçada no seminário de inovação e racionalização que as FAA realizaram em 2013.

Aferiu que as FAA precisam de estar estruturadas do ponto de vista de ciência, tecnologia e inovação, “porquanto os ganhos serão incalculáveis e permitirão transpor muitos obstáculos e satisfazer muitas necessidades”.

O conselho científico e tecnológico das FAA inicia as suas actividades em 2016.

O mesmo é composto por representantes de todos os órgãos das FAA, especificamente no Estado Maior General, as direcções principais, as direcções, o comando dos ramos das FAA, a Escola Superior de Guerra, o Instituto Superior Técnico Militar e as academias navais. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA