Melhoria das condições sociais passa pela construção de uma sociedade justa e solidária, Casa-CE

Militantes da Casa-CE reunidos (Foto: Eliseu Veloso)

O secretário executivo provincial do Cuanza Norte da Convergência Ampla de Salvação de Angola-Coligação Eleitoral (CASA-CE), Jesus Mbote Duas Horas, referiu sábado, em Ndalatando, capital da província, que a melhoria das condições sociais e de vida dos cidadãos e o fortalecimento da unidade nacional passam pela construção de uma sociedade aberta, justa, de paz e solidariedade entre os angolanos.

O responsável político fez este pronunciamento na III reunião do Conselho Executivo Provincial da organização, que decorreu sob o lema “Desta vez mudança”.

Na ocasião, Jesus Mbote Duas Horas, afirmou que para o alcance deste desiderato é necessária a contribuição positiva de todos os angolanos, independentemente da filiação político-partidária, credo religioso e posição social, na monitorização dos programas de desenvolvimento do país, visando garantir a consolidação da paz e da democracia.

“Temos todos de lutar, os autores políticos, a sociedade civil, autoridades tradicionais, as igrejas, porque Deus chama a todos a dar seu contributo no mínimo que seja, para uma sociedade aberta, justa e solidária, porque somos todos pastores aos olhos de Deus”, referiu o responsável.

Considerou que a CASA-CE, desde a sua fundação, sempre regeu-se por uma linha política e ideologia que corresponda com a defesa dos interesses do povo.

Referiu, por outro lado, que apesar do actual momento económico, o país apresenta uma realidade que permite a realização de investimentos públicos e privados, revitalizar a actividade produtiva, com a reabilitação e construção de infra-estruturas rodoviárias, escolares e agrícolas, entre outras, em benefício do cidadão.

O encontro teve como objectivo balancear as actividades desenvolvidas pela organização durante o corrente ano e perspectivar as acções para 2016.

Participaram nele 37 membros que compõe o conselho executivo provincial, secretários municipais, entre outros membros. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA