Lunda Norte: Governador Ernesto Muangala ausculta responsáveis da educação

Ernesto Muangala - Governador da Lunda Norte (Foto: Francisco Miudo/Arquivo)

O governador provincial da Lunda Norte, Ernesto Muangala, auscultou as inquietações do sector da educação, como forma de se traçarem estratégias para a melhoria do processo de desenvolvimento do ensino e aprendizagem.

Dirigindo-se aos responsáveis provinciais, municipais e de escolas, Ernesto Muangala fez saber que a iniciativa serviu, essencialmente, para se inteirar das dificuldades que afectam os agentes da educação, de forma a encontrar-se, o mais depressa possível, soluções e perspectivar as acções, com destaque para a formação do quadro pessoal em várias áreas.

Em declarações à imprensa, o director da escola Luachimo, d município de Tchitato, Octávio Muatxiânvua, reafirmou a necessidade da reabilitação e vedação das infra-estruturas, bem como o reforço de segurança e a colocação de quebra-molas nas estradas, sobretudo, ao longo das escolas do ex-recinto dos Cavalos e do Bairro-Norte (Dundo).

Por seu turno, Venâncio Chinguinheca solicitou a reabilitação das vias de acesso e vários outros serviços sociais, como a energia nos estabelecimentos de ensino nas zonas rurais e suburbanas, além da aquisição de material didáctico tendo em conta o próximo ano lectivo.

O director Justo Muyuleno reafirmou a necessidade de maior atenção das entidades competentes, no sentido de se adequar as políticas no que se respeita as nomeações para cargos de sub-directores e outros agentes, a remuneração e promoção de categoria aos professores.

Ressaltou ainda que a descentralização de concursos para a função pública nos municípios iria permitir a manutenção dos quadros nas zonas de jurisdição.

A inquietação foi compartilhada por Gika Barroso, que mostrou-se satisfeito pela iniciativa, afirmando que encontros do género devem ser realizados periodicamente, de forma a permitir a resolução dos problemas prementes na província.

De acordo com Victor Manuel Xambuege, gestor da escola do Luenda (Lucapa), a construção de residências e a implementação de outras políticas, como transporte, defendendo ainda a inscrição dos funcionários na segurança social.

O responsável no município de Cambulo, Donassie Wanga, apelou ao Governo para a construção de novos empreendimentos, com vista a garantir o melhor rácio por turma, uma vez que se regista, cada vez mais, o aumento das crianças no sistema normal de ensino, incluindo a inserção de novos professores. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA