Lavrov: Uso de armas nucleares contra terroristas é ‘impossível e desnecessário’

(Sputnik/ Ilya Pitalev)

O uso de armas nucleares contra terroristas é impossível e também não há necessidade para isso, segundo afirmou o chanceler russo, Sergei Lavrov, em entrevista colectiva com a imprensa italiana nesta quarta-feira (9).

“Claro que não, e o presidente [da Rússia, Vladimir Putin] declarou isso, que não há necessidade de usar quaisquer armas nucleares contra os terroristas, na medida em que eles podem ser derrotados através de meios convencionais, e isso está totalmente em linha com a nossa doutrina militar”, disse o ministro russo, respondendo a uma pergunta sobre o assunto.

Lavrov estará em Roma amanhã (10) para participar do Diálogo Mediterrâneo 2015, fórum de cooperação entre a OTAN e os sete países do Mediterrâneo (Argélia, Egipto, Israel, Jordânia, Mauritânia, Marrocos e Tunísia). A Rússia participa como membro da Parceria para a Paz, programa da OTAN que tem por objectivo criar confiança entre os países da Aliança Atlântica e outros Estados da Europa e da antiga União Soviética.

Moscovo lançou uma campanha militar aérea na Síria no final de Setembro, a pedido do presidente sírio Bashar Assad, a fim de eliminar alvos do grupo terrorista Daesh, auto-denominado Estado Islâmico (banido na Rússia). Navios de guerra russos no Mar Cáspio também participaram da ofensiva antiterrorista, disparando mísseis de cruzeiro contra posições dos jihadistas em terra. (SPUTNIKNEWS)

DEIXE UMA RESPOSTA