Investimentos no Cuando Cubango podem beneficiar região SADC – Georges Chikoti

Georges Chikoti (DR)

O ministro das Relações Exteriores, Georges Chikoti, disse domingo, que com os investimentos feitos na província do Cuando Cubango estão a ser criadas infra-estruturas que podem satisfazer os países vizinhos de Angola, nomeadamente da SADC (Comunidade de Desenvolvimento da África do Sul), no âmbito do turismo e não só.

Georges Chikoti falava no final de uma visita efectuada ao Cuando Cubango, com o seu homólogo do Congo, Jean Claude Gakosso, na qual, em dois dias, deslocaram-se ao Triângulo do Tumpo, no município do Cuito Cuanavale, onde ocorreram as batalhas de 1987-1988.

Na opinião do chefe da diplomacia angolana, o grande exercício de investimentos na região pode promover, não só o turismo, mas também reavivar “o capital político que a província ostenta”, tendo destacado os numerosos elementos históricos, culturais, turísticos, pelo que convidou os empresários angolanos e congoleses a aproveitar as oportunidades existentes na província do Cuando Cubango.

A par das oportunidades oferecidas ao empresariado dos dois países, o governante assegurou que os dois estados têm avançado na cooperação bilateral, exemplificando o entendimento na exploração conjunta de petróleo, que sublinhou tratar-se de um projecto de grande dimensão.

De acordo com o diplomata, alguns aspectos relativos ao relançamento da cooperação económica já foram vistos na última comissão bilateral mista Angola-Congo.

Por outro lado, o ministro dos Negócios Estrangeiros do Congo, Jean Claude Gakosso, afirmou que o Triângulo do Tumpo representou o fim das batalhas das tropas de África do Sul em Angola e a derrota das tropas sul-africanas.

Esta realidade, lembrou Jean Claude Gakosso, permitiu uma nova era nas relações internacionais, bem como o início da Independência para a Namíbia e a libertação de Nelson Mandela, então preso no regime do Apartheid, na África do Sul. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA