Inflação brasileira em 12 meses supera os 10%, a maior desde 2003

Mulher faz compras em uma feira livre no Rio de Janeiro (Foto de Yasuyoshi Chiba/AFP)

A inflação nos últimos 12 meses no Brasil atingiu os dois dígitos e registrou 10,48% em novembro, seu maior nível em 12 anos, segundo cifras oficiais divulgadas nesta quarta-feira.

O índice de preços ao consumidor mais que duplicou a meta oficial do governo, de 4,5%, e só é superado pela inflação de novembro de 2003, que foi de 11,2%, informo o IBGE.

Ao longo do ano, de janeiro a novembro, a inflação acumulada foi de 9,62%, a maior para o período desde 2002, quando alcançou 10,22%.

No mês de novembro, o índice foi de 1,01%, também o maior desde o mesmo mês de 2002.

O principal impacto da inflação foi o efeito retardado da alta dos preços dos combustíveis decretada em 30 de setembro pela Petrobras e autorizada pelo governo, que costumava subsidiá-los para controlar a inflação.

Ouros itens que pesaram na alta da inflação foram os gastos com alimentos e bebidas, com uma alta de 1,83%.

O mercado espera que 2015 feche com uma inflação de 10,44% e que a economia se contraia 3,5%, segundo o mais recente relatório Focus, do Banco Central, que consulta semanalmente dezenas de operadores.

O Brasil atravessa uma severa recessão econômica desde o segundo trimestre, que, de acordo com os prognósticos, se arrastará durante todo 2016.

Se isso for confirmado, será a maior contração da história do Brasil desde 1930-31. (AFP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA