Indonésia: Acidente do Airbus A320-200 da AirAsia deveu-se a falha mecânica (vídeo)

(Euronews)
(Euronews)
(Euronews)

Falha mecânica foi a causa principal do acidente mortal do Airbus A320-200 da companhia AirAsia que caiu no dia 28 de dezembro de 2014, nas águas da ilha de Bornéu com 162 pessoas a bordo.

Problemas no sistema de controle do leme levaram os pilotos a desativar o piloto automático quando o avião atravessava uma área de turbulência antes de perder o controlo é a conclusão do Comitê Nacional de Segurança de Transportes. “ A alta velocidade, em alta altitude, não devemos mover o leme além de um certo limite, caso contrário, a aeronave pode guinar rapidamente ou desequilibrar-se”.

De acordo com o relatório final do Comité Nacional de Segurança de Transportes a aeronava começou a perder estabilidade, após uma série de manobras dos pilotos para tentar reativar o sistema.

O texto final apresentado nesta terça determina que o computador do controle de voo falhou quatro vezes antes que a aeronave entrasse “em estado de bloqueio prolongado que estava além da capacidade da tripulação para ser recuperado”.

O avião mantinha uma altura estável e dentro dos limites de peso e equilíbrio quando o piloto, antes de perder comunicação, solicitou permissão à torre de controle para subir de 32 mil pés a 38 mil para evitar a tempestade.

A torre de controle concedeu a permissão, mas o avião virou para a esquerda, subiu até 37.400 pés em 30 segundos e depois desceu a 32 mil pés em outros 30 segundos, antes de começar a queda mortal em direção ao mar. (euronews.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA