Huíla: Município da Matala necessita de 200 professores do ensino geral

Professores durante aulas (oto: Angop)

O município da Matala, província da Huíla, necessita de pelo menos 200 novos professores do 1º e 2º ciclos para assegurar o normal funcionamento da sua rede escolar e enquadrar no sistema de ensino mais de seis mil crianças.

Segundo o director da educação, Augusto João, que falava à Angop, são necessários 75 professores para a comuna do Mulondo, igual número para Capelongo e 50 para Micosse.

Augusto João anunciou para o próximo ano a entrada em funcionamento de três escolas de seis salas de aulas cada, nas localidades de Somael, Calumbo e Makulungungu, sede municipal da Matala.

Explicou que o município controla 84 escolas, sendo 41 na sede municipal, 21 em Capelongo, 13 no Mulondo e Micosse.

No ano lectivo que terminou, 72.912 alunos frequentaram aulas.

O município da Matala tem uma população estimada em 243.938 habitantes, segundo dados provisórios do Censo/2014, e dista a 171 quilómetros a leste da cidade do Lubango, província da Huíla. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA