Huíla: Finanças vai reforçar capacidade de arrecadação de receitas em 2016

Sousa Dala Delegado Provincial das Finanças da Huila (Foto: Clemente Santos)

A delegação da Huíla das Finanças vai alargar e reforçar, em 2016, a sua capacidade de arrecadação de receitas, pelo que inicia em Janeiro a avaliação de condições infra-estruturais para instalar repartições fiscais nos 14 municípios desta província, anunciou segunda-feira o seu responsável, Sousa Dala.

Em declarações à imprensa, para se pronunciar sobre o alargamento destes serviços ao interior da província, Sousa Dala referiu que o processo inicia no próximo mês nos municípios da Chibia, Cacula, Quilengues Gambos e Caconda, no quadro da programação do sector.

Segundo o delegado das finanças, a intenção é encontrar soluções junto das administrações municipais, para instalar estes serviços, uma vez que o governo perde “muito” dinheiro com a ausência de repartições fiscais, o que estimula os cidadãos à fuga ao pagamento de impostos diversos.

Sousa Dala esclareceu que a acção se enquadra no processo de diversificação da economia, passando necessariamente pela colocação destes serviços, com intuito de obrigar os cidadãos a contribuírem para que o Estado possa desenvolver vários projectos.

O responsável informou que a falta de condições, quer de acomodação como de estruturas, para o funcionamento das repartições fiscais são as reais causas da ausência destes serviços na maior parte dos municípios da província da Huíla.

A província da Huíla tem 14 municípios e a delegação das Finanças possui apenas duas repartições, uma a funcionar no Lubango e outra na Matala, que atende os municípios da Jamba, Chipindo, Quipungo, Chicomba e Cuvango. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA