Governo de SP anuncia adição de 38 municípios ao programa Detecta

Geraldo Alckmin (Foto: Edson Lopes Jr)

O governador Geraldo Alckmin e o secretário de segurança pública Alexandre de Moraes lançaram nesta quarta-feira (23) a quarta fase do programa Detecta, de monitoramento por meio de câmeras de vigilância.

A partir do próximo dia 30, começam os testes com as integrações adicionais do sistema. Quando a nova fase for implantada, o programa permitirá acesso a informações do sistema por parte dos 38 municípios que passam a fazer parte do projeto.

Segundo a SSP (Secretaria de Segurança Pública), 2.660 câmeras fazem parte do sistema que abarca as regiões do Vale do Ribeira, Baixada Santista, Litoral Norte, Alto Tietê e Vale do Paraíba.

A inauguração da nova fase faz parte da Operação Verão da SSP, que vai se estender até 15 de fevereiro do próximo ano.

“As informações são fornecidas em tempo real aos municípios e podem ser acessadas inclusive por meio de tablets nas viaturas policiais”, afirma Alexandre de Moraes.

Segundo informações da SSP, há 2.800 tablets sendo usados por policiais militares, adquiridos por R$ 10 milhões -cerca de R$ 3.500 por unidade.

Um dos principais focos da interligação entre os sistemas é a atuação mais eficiente no combate a furtos de veículos e a participação nos planos municipais de segurança pública.

“Com poucos dados de uma placa de um veículo, por exemplo, já é possível delimitar o perímetro de fuga e localizar onde ele pode estar”, diz Moraes.

Corregedoria

Sobre a investigação acerca do pagamento de propina a policiais da Corregedoria da Polícia Civil, o governador Geraldo Alckmin declarou que a apuração sobre o caso seguirá com rapidez e transparência.
“Não podemos deixar que meia-dúzia de bandidos manche a reputação de uma entidade como a Polícia Civil’, completou o secretário Alexandre de Moraes.

O governo Geraldo Alckmin (PSDB) anunciou na segunda-feira (21) troca na Corregedoria, agora comandada pelo delegado Domingos de Paula Neto, que ocupava o Decap (Departamento de Polícia Judiciária da Capital), em substituição a Nestor Sampaio Penteado Filho.

Não há indícios de que Penteado Filho fizesse parte do esquema que está sendo investigado pelo Ministério Público. (Diarodolitoral)

por Folhapreess

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA