Gonçalves Muandumba: “2016 será o ano dos Jogos Olímpicos e do lançamento do Cartão Jovem”

(Foto: Angop)

O ministro da Juventude e Desportos, Gonçalves Muandumba, despediu-se do ano de 2015, com uma responsabilidade às costas: dirigir a organização da VII Edição dos Jogos da Região 5, da União Africana, que terá lugar em Luanda em Dezembro de 2016, o ano da implantação em Angola, do Cartão Jovem.

No discurso de Fim de Ano, enviado à nossa redacção, o governante angolano fez um balanço positivo das principais realizações do seu pelouro, a nível desportivo. Destacou igualmente os desafios “que fazem parte do nosso ethos, da nossa essência”.

Debrucemo-nos a seguir ao teor das suas palavras, na cerimónia que teve lugar na Piscina de Alvalade, em Luanda:

Senhor Secretário de Estado do Desporto

Senhor Director do Instituto Angolano da Juventude

Senhores Directores e Chefes de Departamentos

Senhores Presidentes das Federações

Estimados Líderes Juvenis

Prezados colegas

Minhas Senhoras e meus Senhores

Primeiramente gostaria de saudar e agradecer a presença de todos quantos aqui se encontram.

Este foi um ano, diria, tão difícil quanto desafiante. Ainda assim, um ano de resultados, dentro e fora de portas. No capítulo juventude destacaria o início do funcionamento do Instituto Angolano da Juventude e a Jornada “ a Juventude e Independência” realizada por ocasião da celebração dos 40 anos da nossa Independência, enquanto no desporto destacamos a realização com êxito do Torneio Pré-Olímpico de Andebol em feminino, o Campeonato do Mundo de Pesca Desportiva, o Zonal de Natação, a Conferência Nacional do Futebol e as Taças dos Clubes Campeões de Basquetebol em feminino e masculino.

Entretanto, de há uns anos a esta parte que o mundo vive em recessão. Quer isto dizer que também nós não escapámos à crise e, como todos sabemos, a mesma tem sido vista, entendida e abordada, por nós, como um momento de viragem na nossa economia, de que a sua diversificação constitui o epicentro. Se estamos todos de acordo de que o êxito, o sucesso do nosso país depende da diversificação da nossa economia, outro tanto se deverá dizer no respeitante à mudança de mentalidades.

Não é de hoje que o nosso Ministério se confronta com desafios de vária ordem. Quase poderemos dizer que os desafios fazem parte do nosso ethos, da nossa essência. Nos últimos tempos temo-nos visto a braços com outros tantos desafios, fruto do delicado momento que vivemos e que exige de todos nós, para além da necessária contenção financeira, criatividade e a já referida mudança de mentalidades.

Relativamente à contenção financeira, exige-se prudência e a necessária engenharia financeira, como é o caso da anunciada mudança com relação aos Jogos da Região 5, a realizar-se no próximo ano. Trata-se de racionalizar, tornando exequível o compromisso que havíamos assumido e que iremos honrar com os referidos ajustamentos.

E o que deveremos então entender por mudança de mentalidades?! Trata-se de mudança de atitudes, de mudança de comportamentos, e aqui vai um exemplo: durante muito tempo trabalhámos, jogámos, competimos muito com base nos prémios de jogo. Hoje temos que o fazer mais com base no profissionalismo, na atitude, na competência, no amor à camisola, à pátria! Temos que começar a considerar mais esses valores que nos dignificam e nos inspiram a ter uma atitude mais firme diante das competições e de outros desafios.

Este é o momento de viragem que tem que ser por todos entendido e assumido. Se queremos um país de que nos orgulhemos, se queremos uma Angola melhor para todos, temos que juntos trabalhar, com vista a atingir um único e mesmo objectivo que tem a organização, o mérito e a responsabilidade como eixos estruturantes. Esta a principal razão da instituição dos prémios/diplomas de mérito no nosso Ministério, já a partir do próximo ano, aos funcionários, (atletas?) e dirigentes desportivos, a serem entregues no dia do nosso Ministério.

Muitos são os compromissos no ano que se avizinha – 2016, será o ano dos Jogos Olímpicos, dos Jogos da Região 5 da União Africana, do lançamento do Cartão Jovem e, claro está, da continuação dos projectos que vimos desenvolvendo em diferentes áreas. Mas há um item que gostaria de sublinhar e de reforçar em 2016, que é o da COMUNICAÇÃO, uma área central se e quando queremos fazer mais e melhor – importa que saibamos comunicar, comuniquemos sempre, tenhamos em atenção, o feedback pois pensamos deste modo evitar ou minimizar o ruído na comunicação e, desse modo, estarmos em sintonia – este o nosso compromisso!

A cada um dos presentes desejo que 2016 seja um ano pleno de realizações pessoais e profissionais

Festas Felizes e Próspero Ano Novo!

Muito obrigado! (minjud)

 

 

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA