ExpoIndústria: Sector industrial com dificuldades para atingir objectivos do PND

Bernarda Martins- Ministra da Industria inaugura Unidade Fabril no pólo Industrial de Viana (Foto: Angop/Arquivo)

A indústria transformadora, a par de outros sectores da economia angolana, constitui um dos sectores com dificuldades para atingir os objectivos estratégicos consignados no Plano Nacional de Desenvolvimento 2013/2017 (PND), bem como a proposta de programa de industrialização, considerou hoje, em Luanda, a ministra da Indústria, Bernarda Martins.

A governante que fez esta afirmação quando procedia à abertura do 2º Salão da Indústria Angolana “ExpoIndústria”, sublinhou que a este propósito o país tem vindo a consolidar o sector industrial, assegurando uma indústria transformadora tecnologicamente desenvolvida e competitiva, apresentando bons índices de produtividade e produzindo produtos de qualidade.

Em termos de bons resultados, empregos criados e riqueza gerada, a ministra apontou a indústria cimenteira, o ramo da indústria siderúrgica, alimentação e bebidas, produção de detergentes e produtos de higiene e limpeza.

Referiu que uma das grandes realidades no sector continua a ser ainda a necessidade de importação de muitas matérias-primas para incorporar no processo produtivo e de produtos finais para o comércio, com todos os condicionalismos daí decorrentes.

“As possibilidades de desenvolvimento de investimento são variadas. Aos investidores cabe esse papel de analisarem as oportunidades e investirem, sabendo que podem contar com o Executivo para a criação dos ambientes favoráveis para o seu sucesso e competitividade”, sublinhou.

Pontualizou também que o Executivo trabalha na criação de condições para que o sector industrial tenha um enquadramento legal e na existência de infra-estruturas de suporte que possam garantir uma oferta adequada e concorrencial. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA