EUA adverte seus cidadãos que evitem viagens ao Líbano após atentados

(Foto de PAUL J. RICHARDS/AFP)

Os Estados Unidos advertiram nesta sexta-feira os seus cidadãos para que evitem viagens ao Líbano, após os atentados reivindicados pelo grupo Estado Islâmico que mataram 44 pessoas.

“Um ato de violência pode ocorrer a qualquer momento no Líbano, e ações armadas têm acontecido nas principais cidades do país”, assinala o comunicado do departamento de Estado.

Washington estima que “o governo libanês não pode garantir a protecção dos cidadãos americanos”, e recorda que americanos já morreram no Líbano.

No dia 12 de novembro, dois atentados suicidas reivindicados pelo EI mataram 44 pessoas em um bairro do sul de Beirute, na acção mais sangrenta deste grupo jihadista e uma das mais mortíferas ocorridas no Líbano desde o final da guerra civil (1975-1990).

O Líbano não tem presidente há mais de um ano, diante da impossibilidade do Parlamento de encontrar um nome de consenso. (AFP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA