Embaixada da China oferece materiais didácticos e informáticos ao lar Dori Lombe

Cui Aimin - Embaixador da China em Angola (Foto: Clemente Santos)

A embaixada da República Popular da China em Angola ofereceu sexta-feira às crianças do lar feminino da Igreja Católica “Dori e Lombe”, na localidade da Passagem, uma tonelada de produtos compostos por vestuário, materiais didácticos, informáticos, electrodomésticos, utensílios de cozinha e bens alimentares e higiénicos.

Ao proceder a entrega dos meios, o embaixador chinês, Cui Aimin, manifestou-se bastante impressionado pela organização do lar e disse que a a representação diplomática que dirige vai apoiar no que for preciso para que nada falte ao orfanato.

Lembrou que o crescimento da criança está relacionado com o futuro do Estado e a esperança da Nação e, por isso, requer uma maior atenção às órfãs por parte de todos os sectores da sociedade.

Fez saber que o governo angolano tem prestado um grande apoio às crianças, fornecendo-lhes ajuda em todos os sentidos, o que constitui uma acção muito significativa para o desenvolvimento do país.

Na ocasião, as crianças agradeceram o gesto da China, dizendo que a oferta vai ajudar a minimizar algumas dificuldades que o lar enfrenta.

O lar feminino Dori e Lombe controla 66 crianças com idades compreendidas entre os 2 aos 17 anos.

Testemunharam o acto o governador provincial, Norberto dos Santos “Kwata Kanawa”, o presidente do Tribunal de Contas, Julião António, conselheiros da embaixada da China e membros do governo local. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA