“Depositantes e trabalhadores do Banif conservam direitos intocados”, garante António Costa

“Nesta segunda-feira os balcões do Banif abrirão com normalidade, sob a responsabilidade de uma instituição credível”, sublinhou o primeiro-ministro. António Costa recordou que os depositantes e trabalhadores do banco têm os seus direitos salvaguardados.

Os balcões do Banif abrem portas esta segunda-feira já sob a responsabilidade do Santander. As agências “abrirão com normalidade, sob a responsabilidade de uma instituição credível, desenvolvendo a sua actividade bancária corrente, conservando os trabalhadores do Banif os seus direitos intocados”, garantiu o primeiro-ministro na comunicação ao país.

Além disso, garantiu António Costa, “os portugueses podem ter confiança no conjunto do sistema financeiro e nas nossas instituições”.

“A solução a que foi possível chegar protege integralmente todos os depósitos, incluindo as poupanças dos emigrantes portugueses confiadas ao Banif fora do território nacional”, adiantou o governante.

A decisão de vender os activos saudáveis do Banif ao Santander visou ainda “a salvaguarda da economia, em particular das regiões autónomas, e a defesa da estabilidade do sistema financeiro”, justificou o primeiro-ministro. (Jornaldenegocios)

por Maria João Gago

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA