Cunene: Governo garante contínua assistência às vítimas da seca

António Didalewa - Governador do Cunene (Foto: José Cachiva)

O governador da província do Cunene, António Didalelwa, garantiu, terça-feira, o contínuo apoio do Executivo para minimizar os efeitos da seca.

De acordo com o governante, a província do Cunene continua a sofrer os efeitos da seca que se prolonga por três anos consecutivos razão pela qual o governo vai prosseguir com acções imediatas e a médio prazo para suprir a carência de falta de alimentos e de água potável para a população, apesar das dificuldades económica actuais.

Disse que a situação actual é considerada crítica para as populações e o seu gado, devido à escassez de água e de pasto, facto que obriga o Serviço de Protecção Civil e as administrações locais a continuar a abastecer a população, sobretudo a residente no meio rural.

Dados oficiais dão conta da existência de 755 mil 678 pessoas e 508 mil cabeças de gado que se encontram ameaçadas por falta de alimentos, água e pasto a nível dos seis municípios da província. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA