Cuando Cubango: Processo de aprendizagem deve produzir competências

Pedro Camelo - Vice Governador para área política e social do Cuando Cubango (Foto: Amandio Miguel)

O vice-governador do Cuando Cubango para o sector político e social, Pedro Camelo, enfatizou fim-de-semana, que o processo de aprendizagem na escola deve produzir competências e saberes indispensáveis para os alunos agirem com autonomia.

O responsável fez estas declarações quando discursava no encerramento do ano lectivo 2015 na escola do II ciclo do ensino secundário – formação geral “22 de Novembro”, onde mais de 200 finalistas terminaram com êxito.

Segundo Pedro Camelo, desta feita os alunos farão escolhas de acordo com as suas aspirações e seus valores pessoais e, se tornarão indivíduos capazes de se posicionarem no mundo, de o transformarem conhecimento e esforço para o bem pessoal e da sociedade.

Desta forma, prosseguiu, os alunos estarão habilitados a investigar e produzirem conhecimento que se reflicta sobre os vários fenómenos e processos de natureza educacional, social e económica ao invés de serem apenas espectadores de todas as dinâmicas que ocorrem na sociedade.

Pedro Camelo disse que o papel da família no importante processo de ensino aprendizagem, sua contribuição para o sucesso académico e social dos alunos é crucial, uma vez que as famílias têm maior influência nas conquistas dos seus filhos, porquanto quando escolas e famílias trabalham juntas apoiando o aprendizado, os alunos tendem a ter melhores resultados na escola.

Referiu ainda que a avaliação educacional assume-se como sendo uma tarefa didáctica necessária e permanente no trabalho do professor, porque ela deve acompanhar todos os passos do processo de ensino e aprendizagem, uma vez que é através dela que vão sendo comparados os resultados obtidos no decorrer do trabalho conjunto do professor e dos alunos. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA