Cuando Cubango: Director perspectiva dinamização da rede comercial em 2016

João Manuel Israel Dala - Director de Hotelaria e Turismo no Cuando Cubango (Foto: Angop)

A dinamização da promoção da rede comercial no Cuando Cubango, através de incentivo dos empresários para expandir da sua actividade no interior da região, consta das principais perspectivas, para 2016, da direcção do comércio, hotelaria e turismo.

Em declarações terça-feira à Angop, o director do comércio, hotelaria e turismo do Cuando Cubango, João Manuel Israel Dala, disse que consta do plano para 2016 a transição de vendedores informais para formais, um trabalho a ser feito com a Administração Municipal de Menongue.

Segundo avançou, a continuação do processo de cadastramento de cooperativas de produção de bens de consumo, em colaboração com a secretaria da UNACA na província, bem como a garantia da qualidade, higiene e segurança alimentar no Cuando Cubango, consta das perspectivas.

Disse que em 2016 a direcção que representa vai continuar com o levantamento dos grossitas e retalhistas em condições para a integração ao programa de promoção comercial rural, que garantam escoamento de produtos de campo para o mercado de consumo e vice-versa.

A identificação das culturas e levantamento de maior concentração de produção e identificação de preços de referência de alguns produtos agrícola consta do plano para o próximo ano.

João Manuel Israel Dala agendou igualmente a realização de acções com vista a dar impacto à exploração turística da província, tendo em consideração o grande projecto de conservação transfronteiriço Okavango/Zambeze (KAZA) na província.

“Projectamos trabalhar com as administrações municipais na construção de mercados, no sentido de agilizar o programa de combate à fome e à pobreza, bem como participar das actividades de ordenamento do território para salvaguardar o urbanismo comercial e valorização da função do comércio, hotelaria e turismo na região”, defendeu.

O sector vai ainda, em 2016, dar continuidade ao processo de vistorias aos estabelecimentos comerciais, no quadro do sistema integrado de licenciamento comercial (Silac) e recolha e tratamento de dados para a informação estatística.

Conta também, para o próximo ano, realizar encontros com operadores do comércio, hotelaria e turismo, assegurar a participação dos funcionários em cursos de formação profissional para garantir a qualidade técnico profissional e a boa prestação de serviços,assim como a promoção de seminários com empresários instalados nos municípios. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA