Coordenador considera projecto clássico incentivador à leitura

Divaldo Martins, coordenador do projecto ler angola (Arquivo) (Foto: Antonio Escrivao)

O coordenador do projecto Ler Angola, Divaldo Martins, disse segunda-feira, em Luanda, que o lançamento das colecções clássicos da literatura angolana e clássicos infantis contribui para a divulgação de obras de escritores nacionais e incentivar os cidadãos ao gosto pela literatura.

Em declarações à imprensa no lançamento das duas colecções, o responsável avançou que mais pessoas e instituições podem desenvolver os seus conhecimentos sobre a literatura nacional, pois têm a possibilidade para acessar livros de escritores angolanos.

Referiu que a sua organização vê-se obrigada a aumentar exemplares de livros na colecção devido a demanda, e em 2015 o projecto Ler Angola veio responder a uma das principais reclamações do público leitor, totalizando 220 mil livros.

O programa mantém o preço dos livros a 500 kwanzas, sendo 20 mil exemplares destinados à oferta a instituições ligadas aos ministérios da Educação e Cultura, além de associações de caridade. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA