Conselho de ministros alemão valida intervenção militar contra o EI na Síria

(Foto de JOHN MACDOUGALL/AFP)
(Foto de JOHN MACDOUGALL/AFP)
(Foto de JOHN MACDOUGALL/AFP)

A Alemanha validou nesta terça-feira, em um conselho de ministros, a intervenção de seu Exército na luta contra o Estado Islâmico (EI), uma missão que pode mobilizar até 1.200 militares, anunciaram fontes do governo.

Berlim anunciou, após os atentados de 13 de Novembro em Paris, que enviaria uma fragata e forneceria aviões de reconhecimento e abastecimento para apoiar os bombardeamentos da coligação internacional contra alvos jihadistas na Síria.

O mandato para o ano de 2016, com um custo de 134 milhões de euros, ainda precisa ser aprovado pelo Parlamento.

“A contribuição alemã serve para a luta contra o terrorismo sob o comando da aliança contra o EI e pretende, sobretudo, apoiar a França, Iraque e a aliança internacional na luta contra o EI”, afirma uma cópia do mandato obtida pela AFP.

A contribuição de até 1.200 soldados para apoio aéreo e de reconhecimento fará desta missão a mais importante da Alemanha.

No momento, não há uma data para a votação no Parlamento sobre a missão, que provavelmente será aprovada por conta da ampla maioria da grande coligação da chanceler Angela Merkel. (afp.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA