Chineses procuram tecnologias para medir a qualidade do ar em tempo real

(EURONEWS)

A poluição do ar é um problema recorrente em Pequim. Recentemente, houve um alerta vermelho que obrigou a restrições na circulação automóvel e ao fecho de escolas.

Recentemente, a concentração de poluentes na atmosfera foi 40 vezes superior ao nível de segurança.

Muitos cidadãos buscam informações sobre a qualidade do ar. Para responder à procura, uma empresa chinesa lançou recentemente o Laser egg, uma tecnologia portátil que mede a qualidade do ar em tempo real.

O fabricante afirma que o aparelho consegue medir partículas de 0,3 micrómetros de diâmetro.

“A poluição do ar é invisível. Dentro de casa, as pessoas não sabem se o ar é bom ou se é perigoso. Não é possível saber. Por isso quis criar um aparelho fácil de usar que nos diz se o ar que respiramos em casa está ou não poluído”, disse Liam Bates, empresário.

Dois empresários franceses residentes em Pequim criaram uma aplicação para smartphone que fornece informações sobre a qualidade do ar. Graças ao dispositivo é possível saber de antemão o nível de poluição para os próximos dias.

“O estado do tempo tem um impacto importante na qualidade do ar. As emissões de poluentes são constantes mas a circulação do ar pode alterar o nível de poluição. Penso que é um aspeto muito importante porque não podemos mudar o tempo mas podemos alterar as emissões”, afirmou Yann Boquiod, um dos criadores da aplicação Air Visual.

Apesar de a poluição ter atingido várias vezes níveis perigosos para a saúde, é a primeira vez que Pequim lança um alerta vermelho, em parte devido à pressão da opinião pública.

Na China, a contaminação deve-se às fábricas que utilizam carvão, à poeira dos locais de construção e à circulação automóvel. (EURONEWS)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA