Chancelaria russa dá entrevista colectiva semanal

(Sputnik/ Ramil Sitdikov)

A representante oficial do Ministério das Relações Exteriores russo, Maria Zakharova, realiza entrevista colectiva semanal.

Maria Zakharova informou que na quinta-feira (17) o chanceler russo, Sergei Lavrov, partirá para Nova York para participar do encontro internacional sobre a situação na Síria.

Segundo a diplomata russa, Moscovo espera que no final da reunião séja atingido um acordo de submeter à consideração do Conselho de Segurança da ONU um projecto de resolução que incluirá todos os princípios indicados nos documentos adoptados em Viena.

Comentando a situação nas relações entre a Turquia e a Rússia Zakharova disse que ao derrubar o Su-24 russo, a Turquia eliminou todas as hipóteses de um diálogo construtivo com a Rússia.

A representante oficial disse também que o Ministério das Relações Exteriores russo não possui informações sobre planos de alargar sanções a Turquia em resposta ao derrube do Su-24 russo pelo caça turco.

Expansão da OTAN

Segundo Zakharova, Moscovo considera que o assunto de adesão do Montenegro à OTAN deve ser decidido com um referendo nesse país.

“Consideramos que é o povo do Montenegro que deve votar durante um referendo nacional sobre estes assunto. Seria uma manifestação da democracia”, afirmou Zakharova.

A representante oficial da chancelaria russa citou o primeiro-ministro montenegrino, Milo Djukanovic, que recentemente disse que em Novembro o número de pessoas a favor da adesão à OTAN atingiram as 220 mil pessoas.

“Assim não levou em consideração o fato de que o número total de eleitores no país é equivalente a 541 mil pessoas. Mesmo se tivermos em conta as palavras de Djukanovic menos de metade dos cidadãos do país que têm direito eleitoral apoiam a integração euro-atlântica”, sublinhou Zakharova. (SPUTNIK)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA