Carga e descarga no Porto de Cabinda rendem mais Akz 900 milhões em 2015

(Foto: Lino Guimarães/Arquivo)

As operações de manuseamento de carga e descarga de mercadorias diversas no Porto de Cabinda em 2015 renderam 986 milhões, 832 mil e 554 Kwanzas, informou o seu presidente do conselho de administração, Nazareth Neto.

Nazareth Neto, que procedia, nesta terça-feira ao balanço das acções desenvolvidas pela empresa portuária, avançou que o montante resultou do manuseamento de 31 mil e 615 contentores (come sem mercadorias) e operações de embarque e desembarque de 335 mil e 315 toneladas de cargas diversas.

Nessas operações, prosseguiu, registou-se, em termos de movimentação de contentores, uma redução de dois porcento, face ao ano passado, enquanto em termos de cargas houve uma subida do dois porcento, em relação ao ano de 2014.

Nazareth Neto indicou também que de Janeiro a primeira quinzena de Dezembro deste ano verificou-se tráfego de 482 navios de longo curso, de cabotagem nacional e petroleiros e embarque e desembarque de 658 viaturas de várias marcas.

Salientou que durante o período em análise, as actividades operativas registaram 100 dias de paralisação, devido às calemas que criaram alterações junto a Ponte Cais de Cabinda.

Nazareth Neto fez saber que em termos de dívidas de terceiros para com o Porto de Cabinda (incluindo juros demora) e que transitam para o ano de 2016 estão avaliados em cerca de três biliões, 493 milhões, 309 mil e 167,04 kwanzas.

O gestor perspectivou para 2016 a construção de um quebra mar, para combater as calemas, a contínua retenção de despesas e maximização dos recursos disponíveis, assim como atingir uma movimentação de cargas de 357 mil e 703 toneladas e 34 mil e 132 contentores (cheios e vazios). (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA