Cabo Verde:parcelas agrícolas a famílias do Fogo

Construções em cima das lavas em Chã das Caldeiras, ilha do Fogo, Cabo Verde (Odair Santos/RFI)

Famílias da zona de Chã das Caldeiras, na ilha do Fogo, em Cabo Verde, receberam parcelas agrícolas irrigadas, para compensar os haveres e casas que perderam há um ano com a erupção do Vulcão da ilha cabo-verdiana das lavas.

O governo de Cabo Verde, cumpre com a sua estratégia de entrega de parcelas agrícolas irrigadas a famílias de Chã das Caldeiras, na Ilha do Fogo.

Com efeito, a ministra do Desenvolvimento Rural de Cabo Verde, Eva Ortet entregou parcelas irrigadas a oito das 15 primeiras famílias de Chã das Caldeiras, beneficiadas no âmbito do projecto de urgência de apoio às famílias afectadas pela erupção vulcânica do ano passado, no Fogo.

O programa de urgência é financiado pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura, FAO, que respondeu ao pedido do governo de Cabo Verde que solicitou um apoio para acudir a catástrofe que se abateu sobre a ilha do Fogo.

Oito famílias de Chã de Caldeiras receberam parcelas irrigadas no âmbito do projecto de urgência de apoio às famílias afectadas pela erupção vulcânica do ano passado.

O acto de entrega das parcelas irrigadas aconteceu no sábado, 27 Dezembro, e foi presidido pela Ministra do Desenvolvimento Rural, Eva Ortet, que disse que todas as famílias afectadas têm uma actividade geradora de rendimento.

“Neste momento todas as famílias já têm uma actividade geradora de rendimento com este projecto. E, as famílias que não perderam a suas parcelas agrícolas em Chã das Caldeiras já retomaram a sua actividade. Temos ainda para distribuir parcelas agrícolas nas zonas de Montinha e Coxo, onde o MDR tem produção de Café e Uva para as famílias que perderam tudo e que não beneficiaram das parcelas irrigadas em Monte Genebra.”

As parcelas irrigadas foram cedidas pela câmara municipal de São Filipe e os equipamentos financiados pela FAO e visa garantir assistência de urgência para o relançamento das actividades produtivas das famílias afectadas pela erupção na ilha do Fogo.

Além das parcelas irrigadas, o programa tem também componentes da pecuária, através de fornecimento de animais, construção de currais e queijarias.

Aliás, a ministra do Desenvolvimento Rural Eva Ortet presidiu ontem também a inauguração da “Casa de Queijo” de Achada Furna a poucos quilómetros de Chã das Caldeiras, na Ilha do Fogo. (RFI)

por Odair Santos

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA